Atualidade

Já pode visitar o Star Wars Galaxy’s Edge – e ninguém vai ter de ficar de pé nas filas

No planeta Batuu, os visitantes relaxar nos bares enquanto esperam pela sua vez para conhecer as diversões. Tudo graças às filas virtuais.

A 29 de maio abriu-se a um grupo restrito de convidados que conseguiram agarrar algumas das poucas reservas que esgotaram em poucos minutos. Agora, o paraíso de qualquer fanático de “Star Wars” pode ser visitado por todos. O mega parque Star Wars Galaxy’s Edge, em Anaheim, na Califórnia, EUA, abriu ao público na segunda-feira, 24 de junho.

No final de maio, poucos visitantes com reservas especiais, como George Lucas, Billy Dee Williams, Mark Hamill, Bob Iger e Harrison Ford, puderam conhecer as novas instalações que recriam ambientes e planetas famosos da saga mais fixe do universo. Os visitantes puderam entrar na narrativa dos filmes ao som de uma música de John Williams, composta exclusivamente para o parque imersivo.

Finalmente aberto, o planeta Batuu traz muitas outras novidades, uma delas bastante útil para quem tem pouca paciência para as intermináveis filas. Primeiro, será preciso comprar o bilhete para ter acesso à Disnelyand de Anaheim. Os visitantes podem inscrever-se logo a partir das sete da madrugada para tentar aceder a um passe de embarque para Batuu, através de uma app ou de um dos quiosques. O primeiro a chegar é o primeiro a partir e ninguém irá esperar de pé – os nomes ficam reservados numa espécie de fila virtual.

Abra a app no smartphone e carregue em Galaxy’s Edge. Por baixo do “Current Land Status,” verá a confirmação que está aberto e depois basta entrar ou escolher “Access by Boarding Group Only”, para que lhe seja atribuído um número e que possa juntar-se ao seu grupo de visitas, se for o caso. Todas as pessoas que forem consigo terão de fazer o mesmo.

Assim, o utilizador poderá andar livremente pela área e apenas verificar na app se já tem a autorização de entrada e o tempo médio de espera para cada atração. Quando o visitante tiver a autorização, tem duas horas de tolerância para chegar. Não há um limite de tempo para ficar no Galaxy’s Edge. A expectativa da Disney é de que, depois de algumas horas, as pessoas naturalmente abram espaço para futuros grupos.

Contudo, determinados espaços e divertimentos têm um tempo máximo de permanência, como a “Cantina de Oga”, onde cada grupo pode ficar por apenas 45 minutos. Para entrar no espaço, é necessário pagar uma reserva online de cerca de 9€.

Uma das maiores atrações é a Millennium Falcon Ride – uma réplica à escala real da popular nave da saga “Star Wars”, ou seja, um simulador onde pode escolher ser Han Solo ou Chewbacca para pilotar a nave na Smuggler’s Run.

Há ainda muitos outros cenários, diversões, atrações e comida. Este é o primeiro espaço da história da Disney a vender bebidas alcoólicas e todo o género de produtos remetem para o universo Star Wars – tal como o famoso leite azul. Determinadas atrações – assim como também a “Cantina de Oga” ou a “Oficina de Savi”, onde pode construir o seu próprio sabre deluz – têm filas virtuais, nas quais o visitante tem garantir o seu lugar com antecedência fazendo uma reserva online, paga à parte.

As instalações do Galaxy’s Edge já tinham sido apresentadas, mas apenas para os jornalistas, em fevereiro, como a 4MEN anunciou. No outono, será a vez do Walt Disney World, uma segunda versão do parque, abrir as portas, em Orlando. Aqui, o público será convidado a participar numa batalha, também através do simulador da Millennium Falcon Ride.

Outros artigos de Atualidade

Últimos artigos da 4MEN