Barba e camisa

O que fazer quando o cabelo começa a cair

É um problema genético que afeta quase 70% dos homens e, na maioria dos casos, é irreversível. Mas há formas de travar a queda e também soluções definitivas.

O filme começa quase sempre da mesma forma. As entradas vão surgindo discretamente ao longo da testa. Depois, os cabelos vão-se a um ritmo cada vez mais rápido e, quando se dá por ela, a cabeça está completamente despida. Para muitos, a solução é simples: rapar o cabelo. Para outros, essa nem sequer é uma hipótese. Certo é que a calvície masculina é um drama para a maioria dos homens – e não vale a pena repetir vinte vezes que “é dos carecas que elas gostam mais”.

A alopécia androgenética, o nome cientificamente assustador – mas o mais correto – para a calvície, afeta cerca de 70% dos homens e é, de facto, uma preocupação para a maioria. A prova disso mesmo é a quantidade absurda de métodos, truques e dicas que prometem voltar a fazer crescer uma farta cabeleira. A verdade é que aqueles sprays das televendas não são uma solução fiável.

Para tirarmos todas as dúvidas, falámos com Filipa Ventura, dermatologista do Centro de Dermatologia Epidermis e especialista na consulta do cabelo, que explicou as principais causas da calvície e algumas formas de a combater.

Ponto prévio: a calvície é uma questão genética e, por isso, não existe qualquer solução mágica para inverter o processo. Se acha que pode ser um futuro careca, comece por olhar para o seu pai, avô ou tios. Se eles forem carecas, é bem provável que também se vá tornar num deles.

Além dos fatores genéticos, há ainda outros causadores como o stress, a qualidade do sono, algumas doenças específicas, o consumo de determinados fármacos e até a alimentação.

Outros artigos de Barba e camisa

Últimos artigos da 4MEN

Queremos ser seu amigo no Facebook. Pode ser?