Bem-estar

Magnus Lygdbäck. Quem é o viking que esculpe o corpo das celebridades

O sueco já treinou James McAvoy, Gal Gadot, Alicia Vikander ou Alexander Skarsgård. O segredo está no seu método único.

O outrora franzino e frágil James McAvoy aparece agora com as veias inchadas e um corpo impecavelmente definido no último filme de M. Night Shyamalan. Em “Glass”, o ator escocês leva ainda mais a sério a transformação operada para “Fragmentado”, o outro filme da trilogia lançado em 2017. Já quem se lembra de Alexander Skarsgård na série “True Blood”, recordar-se-à também que o ator tinha um corpo interessante, mas o eight pack e o peito 3D só surgiram bem desenhados quando foi protagonista em “A Lenda de Tarzan”.

Não são só os homens que operam estas transformações estonteantes. Para fazer de Lara Croft no último “Tomb Raider: O Começo” (2018), Alicia Vickander teve de treinar arduamente para o papel e para o plano rigoroso que a fez ganhar mais cinco quilos de puro músculo. Além de serem todos atores, o elo que têm comum é Magnus Lygdbäck, o instrutor de fitness sueco que foi a mente por detrás das impressionantes transformações físicas.

Lygdbäck é já ele próprio uma celebridade, uma fama inevitável até por ser o treinador com os resultados mais bem-sucedidos nos famosos. O personal trainer é também empresário, nutricionista e coach. Desenvolveu o Método Magnus, que aplica há quase 20 anos, também com atletas de alta competição, artistas e empresários. O PT é ainda responsável pelo corpo da “Mulher Maravilha 1984” (2018), interpretada por Gal Gadot.

Alexander Skarsgård treinou com Lygdbäck para interpretar o papel em “A lenda de Tarzan”.

O coach empenha-se ao máximo e não espera menos dos seus alunos. Durante um ano, passou a ter uma residência temporária em Hampstead, no norte de Londres, para preparar e manter Gadot no topo da sua forma. O personal trainer veio da Suécia para Hollywood, mas está sempre em movimento. Ajudou Ben Affleck a ganhar peso para a “Liga da Justiça” e transformou Alicia Vikander numa máquina de guerra.

Magnus Lygdbäck apresenta-se como um barbudo de 40 anos, ar de viking e corpo esculpido. A arte do fitness está-lhe entranhada desde pequeno – nasceu numa família de desportistas e acompanhava sempre os pais ao ginásio desde os três anos. Aprendeu artes marciais, praticou natação e futebol, competiu em danças latino-americana e foi jogador profissional de hóquei no gelo, antes de se tornar personal trainer em Estocolmo, em 2000. Foi a partir daí que começou a trabalhar com grandes estrelas.

Em entrevista ao programa norte-americano “Expresso Morning Show”, Lygdbäck disse que se apercebeu que “ninguém preparava um treino específico para os artistas e atores”, sempre focado em determinado papel que vão interpretar ou no propósito específico a que se dedicam. Nesse contexto, decidiu criar um método que deu origem à técnica que aplica há quase duas décadas. Cada vez que aparece um novo objetivo, o instrutor de fitness surge sempre com um plano preparado, seja de exercícios ou alimentar, e sempre  com uma filosofia.

O Método Magnus

A técnica de Lygdbäck não se centra apenas no treino, mas combina-o também com nutrição e obriga os seus desportistas a estabelecerem um estilo de vida diferente. Por exemplo, “se for um artista que tem um espetáculo hoje à noite, com milhares de pessoas a assistir, importa-me saber a que horas acorda, o que come e como se prepara física e mentalmente para esse espetáculo”.

A dieta é tão crucial quanto o treino, mas Lygdbäck não conta calorias. Explica à entrevista “GQ” que “é possível comer um pacote de batatas fritas e obter mil calorias ou comer um peito de frango e obter as mesmas calorias”. O importante é a qualidade e a porção de macronutrientes: “a gordura e os hidratos de carbono são a fonte de energia e a proteína é a massa que constrói os músculos e os tecidos”, sustenta.

A máxima pode aplicar-se a qualquer pessoa: “Devemos comer bastante proteína, hidratos de carbono ou gordura, duas porções de legumes para o almoço ou ao jantar, um porção de proteína para um lanche e um pequeno almoço também à base de proteína com alguns legumes [ou fruta]”.

O Método Magnus combina treino, nutrição e uma filosofia de vida.

Quando treina atores, persegue-os durante todo o dia como um verdadeiro stalker, isto para se certificar que comem a comida certa à hora devida e na quantidade necessária. Quando os atores estão em filmagens, se há movimentos físicos, ele está lá para ajudá-los a aumentar ou a acertar os músculos perante a câmara. O trabalho é total e também treina os duplos que os substituem, de forma a que fiquem o mais parecidos possível.

Após o treino, exige “um dia de descanso”, sugere ver “um filme no sofá” para os músculos recuperarem – e prepararem-se para voltar ao ginásio. Mas Lygdback avisa: “Quando for para treinar, desliguem o telefone. Façam-no como deve ser”.

Gosta especialmente de divertir-se com os prémios dos seus alunos, sejam da MTV, Óscares ou outros e vai publicando fotos no seu Instagram onde os segura como se também fossem seus. E, na verdade, também lhe pertencem. Britney Spears, Katy Perry, Harry Styles ou Samuel L. Jackson são outros dos muitos nomes de famosos que passaram pelas suas mãos.

Deixa uma dica: “Encontrar algo de que se goste e de que o corpo precise. Tentar treinar três vezes por semana, aumentando para cinco”, posteriormente – ele assegura que é a quantidade ideal. Em termos de comida, devemos fazer “cinco refeições por dia”. E se “17 das 20 refeições devem ser rígidas, as outras três devem ser para aproveitar a vida”. Considera que as pessoas são muito duras consigo mesmas. “Não o seja. Não há falhas no meu sistema. Tudo deve apenas ser abordado com equilíbrio”, conclui.

Entretanto, se anseia ter o corpo do Alexander Skarsgård como Tarzan ou o do Ben Affleck como Batman e não tiver oportunidade de ser treinado pessoalmente por Magnus Lygdbäck, pode sempre descarregar a aplicação e seguir o Método Magnus.