Bem-estar

Não lavar os dentes pode provocar disfunção erétil

Um novo estudo concluiu que a pobre higiene oral pode aumentar a probabilidade de sofrer do problema. E não é a única investigação a chegar a essa conclusão.

Desde pequenos que somos ensinados a lavar os dentes duas vezes por dia e a fazer visitas regulares ao dentista. Um dos principais motivos é, claro, a higiene, mas há mais razões para o fazer. É que se não mantiver uma boa higiene oral, pode mesmo vir a sofrer de disfunção erétil.

As conclusões são retiradas de um estudo apresentado em janeiro no “The Journal of Sexual Medicine” e desenvolvido por investigadores da Universidade de Jinan, na China. O estudo incluiu mais de 200 mil homens e revelou que os homens com doença periodontal têm 2,85 vezes maior probabilidade de sofrer de disfunção erétil do que os outros.

De acordo com o “Daily Mail”, os homens que não lavam os dentes pelo menos duas vezes ao dia estão mais propensos a criar gengivite, o que aumenta a probabilidade de danificar os vasos sanguíneos, incluindo os do pénis. Uma das sugestões do estudo é que os médicos que tratem doentes com disfunção erétil tenham o cuidado de verificar a sua higiene oral.

Estas conclusões não são novas. Um estudo divulgado em 2012 já falava desta relação entre a gengivite e a disfunção erétil. De acordo com a revista norte-americana “Time”, verificou-se que o que ligava as duas doenças era a inflamação que, no caso, se espalhava das gengivas para outras partes do corpo.

Em 2015, uma outra análise divulgada pela “Men’s Health” dizia que os homens com disfunção erétil tinham cerca de 79% mais probabilidade de serem diagnosticados com doença periodontal crónica do que aqueles que não sofrem desse problema. O facto de as gengivas ficarem mais afastadas dos dentes abre um espaço extra para acumulação de bactérias que, no caso de uma higiene oral fraca, acaba por facilitar a infeção.

O melhor conselho a retirar deste estudo é: cuide da sua higiene oral. Por isso é que é recomendado que lave os dentes pelo menos duas vezes por dia, use uma pasta de dentes com flúor e passe fio dental entre os dentes. As visitas ao dentista para uma limpeza mais profunda e avaliação de rotina devem ainda ser regulares – de seis em seis meses ou de três em três, se houver algum problema já detetado.

Outros artigos de Bem-estar

Últimos artigos da 4MEN