Bola

As cenas da receção violenta do Liverpool ao Manchester City

Milhares de adeptos esperaram a chegada do autocarro dos rivais de Manchester e tudo serviu de arma: garrafas, copos, tochas e moedas.

O Liverpool surpreendeu e arrasou a mega-equipa do Manchester City por 3-0 na primeira mão dos quartos de final da Liga dos Campeões. Foi um dos melhores jogos da semana da competição apesar de ter ficado ensombrado pelos episódios violentos que aconteceram antes do início do jogo. À chegada a Anfield, o autocarro do City foi recebido por milhares de adeptos dos reds que fizeram uma receção pouco amigável.

Tudo serviu para atacar o autocarro: garrafas, tochas, moedas e todo o tipo de objetos que servissem para atingir o alvo. Os danos foram tão elevados que o veículo acabou por ficar inutilizado, com o City a ter de regressar noutro veículo.

O Liverpool publicou um comunicado no qual pede “desculpas a Pep Guardiola, os seus jogadores, staff e polícias que foram apanhados no meio da confusão”. A UEFA já abriu um inquérito para investigar o sucedido, sendo que o clube vinca que “o comportamento de certos indivíduos é completamente inaceitável” e que vai “cooperar completamente com as autoridades para identificar os responsáveis”.

Vincent Kompany e Kevin de Bruyne, jogadores do City, disseram após o jogo que o incidente não teve nenhum efeito na prestação da equipa.

Todos os elementos da equipa, jogadores e técnicos, saíram ilesos, mas o mesmo não se pode dizer das autoridades. A polícia de Merseyside revelou que pelo menos dois oficiais foram atingidos por objetos quando o autocarro do Manchester City estava a chegar ao estádio.

Um dos elementos da equipa técnica de Pep Guardiola filmou todo o percurso desde o interior da carrinha e na gravação é possível ver os adeptos a insultarem os adversários, a empunharem tochas e a atirarem copos e garrafas.

Depois do jogo, Jurgen Klopp pediu desculpas em nome do clube e mostrou o seu espanto com a situação. “Eu realmente não percebo. Houve muitas conversas antes do jogo. Tentámos de tudo para evitar uma situação como esta. Quando nós chegamos, obviamente que a receção foi positiva. Em nome do Liverpool, tenho que pedir desculpas”, referiu.

Pep Guardiola agradeceu as palavras do técnico alemão. “Agradeço as palavras do Jurgen. Não esperávamos isto. Depois do que aconteceu no ano passado em Dortmund [atentado ao autocarro antes do jogo com o Mónaco]. Pensava que a polícia saberia o que poderia aqui acontecer. Felizmente, nada de mal aconteceu aos nossos jogadores. Eu sei que isto não é o Liverpool. A história do clube é muito maior do que quatro, cinco ou dez pessoas. Espero que não aconteça novamente”.

Os adeptos ingleses, infelizmente, são, entre outros, conhecidos por alguns comportamentos inaceitáveis. Há duas semanas, antes do amigável entre a sua seleção e a Holanda, um grupo de ingleses atirou cerveja a turistas que viajavam pelos canais de Amsterdão. Apenas um de muitos episódios que acontecem pela Europa e que, ao que parece, começam a ser cada vez mais recorrentes nos próprios jogos da Premier League.

Outros artigos de Bola

Últimos artigos da 4MEN

Queremos ser seu amigo no Facebook. Pode ser?