Bola

6 jogos em que Benfica e FC Porto decidiram o campeão no relvado

Um ponto de distância, uma época de guerra aberta e uma taça para trazer para casa. O campeonato pode decidir-se já este domingo.

Há pouco mais de um mês, os dragões foram até Paços de Ferreira com cinco pontos de vantagem sobre o Benfica, um ego bem alimentado pela recente vitória sobre o Sporting e um claro caminho até ao título de campeão nacional. Foi derrotado surpreendentemente e voltou a tropeçar no Restelo. Marega continua ausente, Danilo lesionou-se novamente e o que era um cenário bastante favorável tornou-se numa espécie de pesadelo. Pior: o Benfica aproveitou e saltou para a frente da liga com um ponto de vantagem.

Mais uma vez, a história repete-se e o clássico parece ser novamente o momento de todas as decisões. Dos golos de César Brito ao campeonato festejado na Luz, até ao golo improvável de Kelvin, não faltam exemplos recentes de que, o Benfica – FC Porto, é sempre um jogo que resolve títulos. Mesmo a cinco jornadas do fim, todos sabem o que está em jogo.

Antes do início do jogo, marcado para as 18h de domingo, 15 de abril, a 4MEN recorda alguns dos clássicos onde se sagraram campeões e onde se encerraram temporadas tristes e cheias de desilusões.

FC Porto 0 – 2 Benfica (1990/91)

A César o que é de César. Numa altura em que as vitórias só valiam dois pontos, o Benfica chega ao velhinho Estádio das Antas no topo da classificação com um ponto de vantagem sobre os dragões. Por sua vez, o campeão em título FC Porto estava confiante depois ter vencido o Sporting em Alvalade por 2-0 na jornada anterior.

O Porto de Artur Jorge assumia o jogo mas as maiores jogadas de perigo eram do Benfica de Erikson. O jogo encaminhava-se para o fim quando entra em cena César Brito. O avançado entrou em campo aos 80 minutos e aos 85 já tinha marcado os dois golos que deram a vitória aos encarnados. 

Na jornada seguinte, as águias empataram com o Sporting na Luz, mas não perderam mais pontos nas restantes três jornadas e celebraram o campeonato com dois pontos de vantagem sobre o FC Porto.

Benfica 1 – 2 FC Porto (2010/11)

Foi a noite de todas as humilhações para os adeptos benfiquistas que foram até à Luz ver o FC Porto ser campeão no relvado. André Villas Boas, o então treinador portista, teve grandes resultados frente ao Benfica nesse ano (5-0 no Dragão, 1-3 na Luz para a Taça de Portugal) mas nenhum como a vitória daquela noite de abril.

O Porto seguia confortável na liderança da liga e podia confirmar a conquista do campeonato na deslocação à casa do eterno rival. O guarda-.redes Roberto começou por oferecer um golo a Guarín, depois Saviola e Hulk marcaram um pénalti cada e fizeram o resultado final antes da meia hora de jogo.

Os dragões acabaram a festejar o título em pleno relvado da Luz, enquanto os responsáveis benfiquistas apagavam as luzes e ligavam a rega.

Outros artigos de Bola

Últimos artigos da 4MEN

Queremos ser seu amigo no Facebook. Pode ser?