Bola

Courtois: 5 defesas impossíveis do novo craque do Real Madrid

O belga foi apresentado esta quinta-feira, 9 de agosto, como o novo guarda-redes do Real Madrid. E só custou 35 milhões de euros.

Os 75 milhões pagos pelo Liverpool à Roma por Alisson fizeram do brasileiro o guarda-redes mais caro da história. Um recorde efémero que durou menos de um mês. O tempo suficiente para o Chelsea cometer uma loucura e pagar 80 milhões pelo espanhol Kepa. No meio de toda esta confusão ficou Courtois, um dos melhores guarda-redes do mundo. Por pouco tempo. Com a entrada do miúdo basco em Stamford Bridge, abriu-se a porta para o belga concretizar um sonho que guardava desde pequeno: jogar pelo Real Madrid.

Bastaram 35 milhões para contratar Courtois. Menos de metade de qualquer das duas transferências recorde desta pré-temporada, pelo menos no que toca aos guarda-redes. Convém relembrar que o belga não é um jogador qualquer. Aos 26 anos já tem mais de 50 internacionalizações pela Bélgica, que ajudou a levar até às meias-finais do Mundial da Rússia, competição onde foi eleito como o melhor guarda-redes em prova. No currículo leva um campeonato belga pelo Genk, uma Liga Europa, Supertaça e Liga Espanhola pelo Atlético de Madrid e ainda regressou a Inglaterra para conquistar um campeonato e uma Taça da Liga.

Agora o gigante prepara-se para roubar a baliza ao pequeno Keylor Navas. Depois só terá que fazer o mesmo que tem feito durante os últimos anos: defesas absolutamente impressionantes. Estas são algumas das melhores.

Foi um jogo louco. Depois de um empate a um golo em Paris, a segunda mão começou com um vermelho direto para Ibrahimovic. Aos 80 Cahill marca para os ingleses e David Luiz empata cinco minutos depois. Tudo para prolongamento. Hazard deu a vantagem para os da casa aos 95 e os franceses voltaram à carga, mesmo com menos um. No momento de Curtois brilhar, o belga não falhou. Num canto marcado na ala direita, Thiago Silva sobe no centro da área e atira de cabeça ao poste contrário. O guardião do Chelsea estica-se e faz esta defesa impressionante. Só não foi capaz de impedir o golo do brasileiro, poucos minutos depois, que ditou a passagem do Paris Saint-Germain à fase seguinte.

Quartos de final de um Mundial. Adversário: o mítico Brasil. Perante este cenário, seria fácil esperar que mesmo um guarda-redes experiente tremesse. A vencer por 2-1, a Bélgica tentava aguentar o resultado já nos descontos dos 90 minutos. Neymar, solto à entrada da área, avista a bola. Ela chega devagar e ele ajeita o pé direito para um remate de primeira. A bola ia em direção ao canto superior da baliza, direita à rede, até que a mão do gigante Courtois surge do nada. A vitória estava garantida.

Na visita ao campo do Arsenal no início de 2018, a contar para o campeonato, pouco se esperava do jogo. E, na verdade, a grande intervenção de Courtois não teve grande influência no resultado final – 2-2 com dois golos de cada lado em cima do minuto 90. Ainda assim, ficou para a enciclopédia de como a boa sorte acompanha os audazes. Uma defesa por instinto e com uma reação fulminante do belga, acabou por bater nos dois postes. E não entrou. É um guarda-redes abençoado.

Quartos de final da Liga dos Campeões de 2013/14. O Atlético estava mais perto do que nunca da sua primeira meia-final em 40 anos, especialmente depois de um empate a um golo em Camp Nou. Na receção ao Barcelona, Koke marcou logo aos cinco minutos e todas as esperanças ficaram depositadas na segurança de Courtois entre os postes. E assim foi. Só que um lance mereceu especial atenção. Iniesta colocou na direita em Dani Alves. Miranda fez um corte que pingou na área. O belga, que ficou a meio do caminho, desequilibrou-se. Pelo canto do olho, viu Xavi a dirigir-se à bola. Bastava encostar para marcar. Só que o pé milagroso do guarda-redes ainda foi a tempo de salvar o Atlético.

Por algum motivo, Courtois acabava sempre por fazer grandes exibições frente ao Arsenal. Em 2017, na final da Community Shield, e com o resultado em 1-0 a favor do Chelsea, Granit Xhaka rematou do meio da rua. E o belga fez esta pequena maravilha.

Outros artigos de Bola

Últimos artigos da 4MEN

Queremos ser seu amigo no Facebook. Pode ser?