Bola

A maior academia de futebol do mundo está na China – e quer formar campeões do mundo

A escola do Guangzhou Evergrande tem 50 campos de futebol em 120 hectares. Custou 145 milhões de euros.

É daqui que vai sair o próximo Messi chinês.

Em tempos, acreditava-se que na China o futebol era jogado com uma bola quadrada. Hoje, as coisas mudaram muito. Os clubes têm orçamentos milionários que usam para contratar algumas das melhores estrelas das ligas europeias, mas não só. A ambição é grande e o país já tem os olhos num eventual título de campeão do mundo. Foi precisamente para formar os futuros craques chineses que nasceu a Evergrande Football School, a maior academia de futebol do mundo.

A academia pertence ao Guangzhou Evergrande, a equipa treinada por Fabio Cannavaro, e tem uns impressionantes 50 campos de futebol espalhados por 120 hectares. É ali que mais de 2.500 jovens jogam e treinam todos os dias. Há ainda espaço para campos de basquetebol, ténis e voleibol, piscinas e teatros, bem como ginásios, bibliotecas e cantinas.

A escola foi inaugurada em 2012 e custou 145 milhões de euros. Um valor que, para o presidente chinês Xi Jinping, não foi muito elevado, tendo em conta o princial objetivo: ver a China “qualificar-se, acolher e um dia, vencer o Campeonato do Mundo”. Uma meta que talvez seja demasiado ambiciosa para uma seleção que está na 65.ª posição do ranking da FIFA e que apenas por uma vez participou no torneio, em 2002, na Coreia do Sul.

Neste projeto do Guangzhou Evergrande, os jovens têm aulas como as outras crianças e são preparados para um dia vestirem a camisola da equipa principal do clube. É lhes incutido esse desafio através de uma réplica de troféu de campeão do mundo pela FIFA com 12 metros de altura, exposto de forma a que todos passem diariamente por ele.

Outros artigos de Bola

Últimos artigos da 4MEN

Queremos ser seu amigo no Facebook. Pode ser?