Bola

McGowan: o rufia escocês que adora bater em polícias – e que joga de pulseira eletrónica

O médio do Dundee FC estreou-se na Liga Escocesa vigiado pelos adversários. E também pela polícia.

O campeonato escocês não é famoso pelo brilhantismo técnico dos seus jogadores ou sequer pelo poderio das suas equipas. O estilo de jogo é como o tempo: frio, escorregadio e agreste. E se há jogador que encarna esse espírito é Paul McGowan, médio do Dundee FC que no passado sábado, 4 de agosto, se estreou na nova temporada com uma inédita pulseira eletrónica presa ao tornozelo.

Enquanto era vigiado pelos médios adversários do St Mirren, o jogador de 30 anos era simultaneamente observado pela polícia. Depois de em maio ter cuspido num segurança à porta de uma discoteca local, McGowan foi condenado a um período de vigilância com pulseira eletrónica por pelo menos dois meses. E será obrigado a cumprir um regime de prisão domiciliária de sexta a domingo, das 19 horas às 7 horas da madrugada.

Isso significa que não poderá participar em quaisquer partidas que se realizem ao final da tarde ou início de noite.

No país, ninguém está surpreendido. Afinal, McGowan já é um velho conhecido da polícia. Conta no cadastro com cinco incidentes, vários deles precisamente em confrontos com a polícia.

Em 2013, o antigo jogador do Celtic foi condenado a pagar uma multa de 1.783€ por agressão a um agente. Voltou a fazê-lo oito meses depois e novamente em 2015.

Apesar do cadastro preenchido, McGowan nunca foi condenado a uma pena efetiva de prisão. E, por isso, estará novamente em campo no sábado, 11 de agosto, na partida frente ao Aberdeen.

Outros artigos de Bola

Últimos artigos da 4MEN

Queremos ser seu amigo no Facebook. Pode ser?