Bola

Presidente do PAOK invade o relvado com uma arma

Um golo anulado no último minuto foi o motivo da raiva que provocou a invasão de campo. A partida foi suspensa.

Palavrões, gritos e olhares fulminantes são coisa normal no futebol, principalmente quando se juntam dirigentes, árbitros e decisões polémicas. Só que o caso mais recente, chegado da Grécia, traz uma novidade: o presidente do PAOK de Salónica não só entrou em campo para confrontar o árbitro, como o fez armado, com uma pistola à cintura.

Tudo aconteceu nos instantes finais no jogo que opôs o PAOK e o AEK de Atenas, que ficou suspenso neste domingo, 11 de março. Aos 89 minutos, o central cabo verdiano Fernando Varela marcou para a equipa da casa. Após validar o lance e apontar para o reinício da partida, o árbitro, após consultar com os assistentes, decidiu anular o golo por fora de jogo.

 

 

O PAOK, em caso de vitória, poderia ascender ao primeiro lugar da liga grega, que é liderada pelo AEK. O dérbi entre o PAOK e o Olympiakos, realizado esta temporada, também já tinha originado incidentes, depois do treinador da equipa do Pireu ter sido atingido por um rolo de papel atirado pelos adeptos.

O ministro grego da Cultura e do Desporto afirmou, em comunicado citado pela BBC, que a situação “exige decisões extremas”.

 

Outros artigos de Bola

Últimos artigos da 4MEN

Queremos ser seu amigo no Facebook. Pode ser?