Bola

Ultras da Lazio proíbem “mulheres, esposas e namoradas” nas trincheiras do Olímpico

A claque associada à extrema-direita deixou um recado aos adeptos na primeira jornada: no seu “espaço sagrado” não há lugar para as mulheres.

Mais uma temporada, mais uma polémica com origem no topo norte do Olímpico de Roma. Na partida deste sábado, 18 de agosto, alguns adeptos estranharam os bilhetes espalhados pelas cadeiras do estádio da Lazio onde os locais jogariam frente ao Nápoles, a contar para a primeira jornada do campeonato italiano. A grande surpresa surgiu quando os adeptos decidiram ler o que estava escrito: “As primeiras filas são, como sempre foram, vividas como verdadeiras trincheiras. E nas trincheiras não aceitamos mulheres, esposas e namoradas”.

O aviso chegava assinado por Diabolik Pluto, um dos líderes da principal claque do clube de Roma, os Irriducibili, associados à extrema-direita e com um gigantesco historial de casos polémicos.

Publicado por Riccardo Cotumaccio em Sábado, 18 de Agosto de 2018

“A Curva Norte representa, para nós, um espaço sagrado, um ambiente com um código implícito que tem de ser respeitado (…) Aqueles que escolherem o estádio como uma alternativa a um descontraído e relaxado passeio na Villa Borghese, devem ficar noutras secções [que não a Curva Norte]”, pode ler-se no recado que pede que as mulheres evitem estar presentes nas primeiras dez filas da zona habitualmente ocupada pela claque.

O aviso polémico chocou adeptos e provocou uma reação imediata dos responsáveis do clube, que rapidamente revelaram não ser esta a posição oficial do clube, que afirma “estar contra qualquer tipo de discriminação”.

Apesar do incidente, Arturo Diaconale, porta-voz do clube, revelou à agência italiana Ansa que “a Lazio tem um enorme número de fãs” e que esta é apenas uma “iniciativa de alguns deles”. “Não podemos estar constantemente a intervir para tentar impedir demonstrações politicamente incorretas como esta”, concluiu.

Esta não é a primeira vez que os Irriducibili estão no centro de uma polémica. Na temporada passada, espalharam imagens manipuladas de Anne Frank com uma camisola da eterna rival, a Roma. Um comportamento que valeu uma multa de 50 mil euros à Lazio.

Outros artigos de Bola

Últimos artigos da 4MEN