Comer e beber

10 novos brunches de Lisboa para se encher ao fim de semana — e não só

Há espaços onde não precisa de esperar pelo sábado para pedir o pequeno-almoço tardio, servem durante todo o dia. Outros é para comer até não conseguir mais.

O Palácio Chiado trouxe mais quatro brunches à cidade.

O brunch do Yakuza é uma das grandes novidades de Lisboa. Comer todo o sushi que quiser ao domingo, do meio dia até às cinco da tarde? Sim, é entrar no número 231 da Rua da Escola Politécnica, não largar os pauzinhos e nunca parar de encher o prato. Mas há mais novos brunches na cidade para conhecer.

A Padaria Portuguesa abriu um laboratório na Avenida da República. Este é o único espaço da marca que tem brunch. Só está disponível aos fins de semana, custa 16€ e chega bem para só ter vontade de comer antes de ir para a cama.

Se não gosta de esperar pelo sábado e domingo, Campo de Ourique é o sítio onde tem de ir procurar lugar. O Nicolau Lisboa abriu um novo espaço na cidade. Chama-se Amélia e serve brunch todos os dias a qualquer hora. Bons pratos, boa decoração e um pátio interior que será muito procurado durante o verão.

Também todos os dias tem os menus do novo Brunch Café. Depois do Terreiro do Paço a marca abriu agora na zona de Santa Apolónia com os brunches de sempre. Custam entre 10,80€ e 13€, tudo depende da fome que tem.

E pelo lado mais underground de Lisboa há mais novidades para experimentar. O autocarro do Village Underground agora chama-se Buzz Lisboeta. Tem novas sugestões no menu e um brunch com pão da Gleba.

Carregue na foto para conhecer melhor os 10 novos brunches de Lisboa.

Outros artigos de Comer e beber

Últimos artigos da 4MEN

Queremos ser seu amigo no Facebook. Pode ser?