Restaurantes

Il Fornaio 178: a pizza napolitana que mora no Porto

Saem de um forno com mais de duas toneladas feito por um dos melhores mestres italianos.

De que é feita uma verdadeira pizza napolitana? Seja qual for o segredo escondido por trás de qualquer receita, uma coisa é certa: se é para ser autêntica, a pizza deve ser cozinhada num forno de lenha construído por Stefano Ferrara, o mais novo representante de uma família com quase 100 anos de história no ofício. E é no mais recente modelo do Ferrari das pizzas napolitanas que Catarina Morais e António Oliveira depositam todas as suas esperanças para o sucesso do Il Fornaio 178, aberto desde o início de 2017.

“Comida tradicional, simples e autenticamente italiana.” É a promessa que Catarina, de 25 anos, deixa aos clientes do seu primeiro restaurante. Apesar dos dois proprietários se terem formado em gestão hoteleira, sentiram que faltava um verdadeiro toque de chef na elaboração da carta. Foi nesta fase que contactaram Pedro Braga, atual chef do Mito, para elaborar a ementa. Fruto das recentes viagens dos três a Itália, juntaram notas, gostos pessoas e inspiração para criar uma lista de pratos — alguns bem conhecidos dos portugueses, outros nem tanto.

Do forno dourado que pesa mais de duas toneladas, saem pizzas clássicas como a Margherita (13€) — molho de tomate, mozzarella de búfala e manjericão —, a 4 Stagioni (13€) — mozzarella, manjericão, azeitonas, alcachofras e cogumelos — ou até a Diavola (13€) — mozzarella, salame picante e manjericão. Para palatos mais apurados, sugere-se a Tartufo (15€), com mozzarella, cogumelos e creme de trufa negra, a Pancetta (16€), com tomate, pancetta, cebola, orégãos, alecrim e gema de ovo, ou a Bianca (13€), que combina mozzarella, queijo Provolone fumado, cebola e rúcula.

Outros artigos de Comer e beber

Últimos artigos da 4MEN

Queremos ser seu amigo no Facebook. Pode ser?