Comer e beber

Lareira: os petiscos do Porto têm uma segunda casa

Os petiscos e doces baratos têm uma nova casa perto do jardim de Serralves.

Desde 1984 que se servem vários petiscos e doces tradicionais e baratos na Baixa do Porto. Agora o Lareira tem uma nova casa, perto do jardim de Serralves, aberta desde o início de junho.

A ideia foi manter o mesmo conceito. “Queríamos cobrir outra zona da cidade, onde há poucas soluções. Tirando um café ou outro, acho que somos o único restaurante da Marechal Gomes da Costa”, diz à NiT um dos responsáveis, Ricardo Moreira, com 40 anos.

A carta é, por isso, exatamente a mesma. Há o clássico caldo verde (1,50€), pernil com queijo da Serra (3,90€), chanfana (4,90€), prego com ovo (4,90€), alheira com ovo (3,90€) ou pataniscas de bacalhau (2,90€). Tudo pode ser servido no pão — se for no prato o preço sobe 1€. Também há pica-pau (6,90€) e tábuas de presunto, queijos, enchidos ou mista (4,90€).

“Queríamos que fosse tudo igual, que o prego da Baixa saiba ao mesmo do que este.”

Os doces mantêm-se a segunda especialidade do Lareira. Prove tripas doces com chocolate ou ovos moles (1,90€), bolacha com chocolate ou ovos moles (1,90€), ou um prato de queijo da Serra com doce abóbora ou marmelada (1,90€).

Acompanhe tudo com uma carta de vinhos maduros, cerveja, sangria, whiskys, vodka, gin e licores.

O objetivo também foi ter a mesma decoração. “Só não conseguimos ter a lareira [risos]. Mas temos o Santo António e até conseguimos uma parede de pedra.”

O novo Lareira tem 40 lugares sentados e 70 metros quadrados. Ficaram com o espaço de uma antiga pastelaria, que remodelaram por completo. O Lareira foi aberto em 1984 na Praça Carlos Alberto. Reabriu em 2015 com uma nova decoração e gerência.

Carregue na imagem para conhecer o novo espaço do Lareira.

Outros artigos de Comer e beber

Últimos artigos da 4MEN