Desporto

Noites terríveis, humilhantes e históricas dos três grandes

Cachecóis do próprio clube queimados na bancada, cartões de sócio rasgados e muitas lágrimas de Benfica, Porto e Sporting.

1. Sporting, 7 – Benfica, 1 (14/12/1986) Campeonato Nacional

No dérbi eterno não há favoritos, mas se havia ocasião em que parecia pouco provável que o Sporting ganhasse por goleada ao Benfica era esta, tal a diferença aparente de qualidade entre os dois plantéis e que se refletia na classificação. O Benfica a liderava o Campeonato Nacional sem derrotas. O Sporting já tinha sofrido três derrotas em 13 jornadas. Foi uma tarde em que tudo correu bem aos leões de Manuel José, especialmente a Manuel Fernandes, autor de quatro golos.

A partida esteve equilibrada até aos 65 minutos, altura em que Ralph Meade fez o 3-1. Depois, foram cinco golos em 21 minutos e ficou a sensação de que se o jogo durasse mais dez minutos a equipa da casa chegaria à dezena. Furiosos com o que viam, dezenas de benfiquistas queimaram cachecóis do próprio clube e cartões de sócio na Superior Norte de Alvalade. No entanto, a glória leonina foi efémera e a equipa terminou em quarto lugar, enquanto os encarnados, treinados por John Mortimore, foram campeões nacionais com esta a ser a única derrota registada.

Outros artigos de Desporto

Últimos artigos da 4MEN