Desporto

As lutas com lightsabers já são um desporto oficial

A Federação Francesa de Esgrima rendeu-se a "Star Wars" e reconheceu a modalidade.

Agarrar num lightsaber e reencenar o duelo entre Luke Skywalker e Darth Vader já não é só coisa de geeks. Numa decisão arrojada, a Federação Francesa de Esgrima rendeu-se à saga criada por George Lucas e reconheceu oficialmente o duelo de lightsabers como um desporto.

Os ginásios franceses estão a ser equipados com os materiais necessários e os instrutores a ser treinados para ensinar esta arte marcial agora reconhecida como desporto pela Federação. Além do óbvio espetáculo luminoso, o reconhecimento pretende atrair mais fãs para a esgrima, especialmente entre os mais novos, que têm uma maior tendência para o sedentarismo. “Está a ficar difícil persuadi-los [aos jovens] a fazer algum desporto que não tenha nenhuma relação com sair do sofá e jogar com os polegares”, explicou à “Time” Serge Aubailly, secretário-geral da Federação.

Embora seja antiga a ligação dos filmes e séries à prática de atividades físicas que lhes são comuns, caso paradigmático das artes marciais, nem sempre existe essa disponibilidade dos jovens e menos jovens, para a prática do desporto, o que faz com que esta aposta ganhe outra dimensão.

Afinal, como é que este desporto funciona? As regras são simples: os dois lutadores estão dentro de um círculo no meio do tapete e o objetivo é acertar no corpo do outro. Os golpes só são válidos quando o movimento do sabre parte de trás das costas, ao contrário do que acontece na esgrima, precisamente para evitar os contra-ataques rápidos.

Cada combate dura até que o primeiro alcance 15 pontos ou que sejam atingidos os três minutos. Golpes na cabeça ou tronco valem cinco pontos, nos braços e pernas valem três pontos e nas mãos apenas um ponto. Se ambos chegarem aos dez pontos, o jogo passa para morte súbita e ganha o primeiro a conseguir um golpe na cabeça ou tronco do adversário, como forma de promover o espetáculo.

A modalide existe nos EUA desde desde 2006 e até são feitos vários campeonatos, possível através de uma rede internacional criada para o efeito. Embora no caso francês este novo desporto esteja já inserido na Federação Francesa de Esgrima, não se prevê que passe a ser uma modalidade olímpica como esta, pelo menos antes dos Jogos Olímpicos de Paris, em 2024.

Outros artigos de Desporto

Últimos artigos da 4MEN