Desporto

Os números não mentem: Marega lesionado é desastre para o FC Porto

Em 2018, uma ausência semelhante atirou os portistas para uma série desastrosa, que agora têm que enfrentar Braga, Benfica e Roma sem o melhor marcador.

Quando Sérgio Conceição foi forçado a substituir Marega aos 76 minutos, no jogo frente ao Vitória de Guimarães da última jornada, um cenário negro passou pela cabeça de todos os portistas. É que a avaliar pela temporada passada, um Marega lesionado é sinónimo de desastre.

O avançado maliano saiu lesionado do último jogo, a 3 de fevereiro, e os exames já confirmaram de que se trata de uma rotura muscular na coxa esquerda. A lesão, avança o diário desportivo “A Bola” a uma paragem de várias semanas. Isso significa que Marega provavelmente ficará impedido de participar no difícil calendário dos portistas. É que vem aí a Roma, na eliminatória da Liga dos Campeões, o Braga para a meia-final da Taça de Portugal e o decisivo encontro com o Benfica para o campeonato.

Quando a 2 de março de 2018, Marega se lesionou, ninguém adivinharia que a ausência do avançado traria uma série inesperada de maus resultados. O maliano teve que ser substituído no jogo contra o Sporting para o campeonato – que o FC Porto venceu por 2-1 –, e só regressou mais de um mês depois, no clássico com o Benfica, a 15 de abril. Durante este período, os portistas passaram pela pior fase da época: em cinco jogos, venceram apenas dois; empataram fora com o Liverpool e colocaram o título em risco com duas derrotas inesperadas fora de casa frente a Belenenses e Paços de Ferreira.

A série negativa sublinhou a importância de Marega no ataque do FC Porto. Na época passada, marcou 23 golos em 41 jogos, e sagrou-se o melhor marcados dos portistas no campeonato, só atrás de Bas Dost e Jonas. Este ano, o cenário tem sido semelhante: é o melhor marcador da equipa e autor de 16 dos 70 golos do FC Porto nas três competições em que ainda está envolvido.

No caso do Campeonato, esteve envolvido em 12 golo e foi o único a bisar na Taça de Portugal. Onde a equipa poderá sentir mais a falta do maliano será na Liga dos Campeões. É o melhor marcador com cinco golos e é também quem tem a melhor média de golos – esteve envolvido em mais golos, foi quem mais deu a vitória à equipa e quem mais penáltis marcou.

Com a previsão de uma paragem ainda mais prolongada do que a de ano passado, Sério Conceição vai ter que encontrar uma solução para reparar a saída do melhor marcador da equipa.

Outros artigos de Desporto

Últimos artigos da 4MEN