Man cave

Não ligar o modo de voo no avião pode custar-lhe uma fortuna

Um passageiro da Aer Lingus arriscou e a brincadeira valeu-lhe uma conta astronómica da sua operadora.

“Senhores passageiros, antes de iniciarmos o voo, pedimos por favor que desliguem todos os aparelhos eletrónicos ou os coloquem em modo de voo”. Se viaja de avião com regularidade, de certeza que já ouviu esta frase vezes sem conta. Embora as questões de segurança sejam um dos principais motivos para a aplicação desta regra, há outras razões pelas quais deve mesmo obedecer e que podem evitar surpresas na conta.

Um passageiro norte-americano contactou o diário irlandês “Irish Times” a queixar-se de que tinha viajado com a companhia irlandesa Aer Lingus para os EUA e que, semanas mais tarde, recebeu uma conta da sua operadora, a AT&T, de cerca de 264€. Isto aconteceu porque o passageiro não obedeceu às indicações da tripulação e, apesar de alegar ter deixado o smartphone no compartimento para bagagem de mão durante toda a viagem, não o colocou em modo de voo.

“Por razões de segurança, antes de cada voo, a tripulação da Aer Lingus avisa os passageiros para colocarem os smartphones em modo de voo”, justifica fonte da companhia, acrescentando que no caso de voos transatlânticos, os passageiros podem usar a rede do avião se estiverem registados e pagarem uma taxa. No entanto, se o aparelho for simplesmente deixado ligado, “pode ligar-se à rede de roaming durante o voo e será cobrado pelo seu operador por qualquer uso”.

Quanto à AT&T, a operadora explica que a cobrança feita tem a ver com “as antenas instaladas no avião que operam fora do plano ilimitado de roaming internacional” e que podem “conectar-se automaticamente aos telefones que não estão em modo de voo e cobrar taxas – mesmo quando os telefones não estão a ser usados”.

Além das viagens de avião, esta situação também pode acontecer quando viaja de barco como no caso de ferry boats internacionais ou mesmo em cruzeiros. Se for deslocar-se de alguma destas formas, já sabe: use o modo de voo.

Outros artigos de Man cave

Últimos artigos da 4MEN