Máquinas

O novo Fitbit é um smartwatch com muita pinta

Conta passos, calorias queimadas, dá-lhe música e é compatível com sistemas Android.

A Fitbit apresentou esta terça-feira, 13 de março, a sua nova aposta para o segmento dos smartwatches. Depois do fracasso do modelo Ionic, o Versa apresenta um design mais bonito, um preço mais acessível e tudo o que se espera de uma smartband em 2018 – e não, não é só para os viciados em exercício físico.

O Versa conta passos, quilómetros, calorias queimadas, tem um monitor de batimentos cardíacos e uma bateria com capacidade para quatro dias. E ainda que não tenha GPS, tem resistência à água até 50 metros de profundidade e integração com o Fitbit Coach, um programa de treinos com vários exercícios – a versão completa deste programa custa 32€ por ano.

Este smartwatch tem ainda capacidade para guardar 300 músicas. Se preferir, pode utilizar os serviços de streaming de música Pandora ou Deezer.

O novo sistema operativo Fitbit 2.0 vai permitir integração com sistemas Android para responder rapidamente a mensagens, algo que não estava disponível no Ionic.

Pode também registar 15 tipos de exercícios diferentes (corrida, natação, ioga, entre outros) e receber uma pontuação pela sua atividade cardiovascular, através do cálculo automático do seu VO2 máximo, a capacidade máxima de oxigénio que cada um consegue produzir – ou seja, quanto maior o valor, mais em forma estará.

A Versa vai estar disponível em três cores – preto, cinzento e rosa dourado – e em três materiais – borracha, couro e metal.

Na Europa, vai incluir o Fitbit Pay, o sistema de pagamentos por Near Field Communication (NFC). Pode fazer já a pré-encomenda através do site oficial da marca. Os preços começam nos 199,95€ e variam consoante o material escolhido. Está previsto que chegue a Portugal em abril de 2018.

Outros artigos de Máquinas

Últimos artigos da 4MEN

Queremos ser seu amigo no Facebook. Pode ser?