Máquinas

Galaxy Watch: os novos smartwatches que querem derrotar o Apple Watch

A Samsung aproveitou a apresentação do Galaxy Note 9 para lançar os relógios inteligentes que vão ter a bateria mais resistente do mercado.

A apresentação da Samsung desta quinta-feira, 9 de agosto, não serviu apenas para apresentar o novo Galaxy Note 9. Pelo caminho, mais novidades ficaram a ser conhecidas. É o caso do novo Galaxy Watch, a mais recente resposta dos sul-coreanos na longa guerra com a Apple e os seus relógios.

No arsenal, o novo modelo da Samsung – que vem numa versão de 46 mm e outra de 42 mm – traz uma bateria com autonomia de 80 horas com carregamento sem fios. Em comparção, o Mobvoi Ticwatch Pro, um dos smartwatches com maior autonomia do mercado dura, no máximo, 48 horas.

O ecrã do Galaxy Watch vem uma película da Corning super-resistente e junta às funcionalidades o sistema LTE – já usado pela Apple –, que permite utilizar o relógio inteligente sem ter o telemóvel perto.

A habitual sincronização com o smartphone oferece as funcionalidades do costume: poder ler mensagens, receber e-mails, fazer chamadas e ouvir música.

A Samsung acrescentou ainda duas funcionalidades bastante úteis. A primeira permite gerir o stress do utilizador através do sensor de batimentos cardíacos. Se eles ultrapassarem o limite, o relógio avisa-o e propõe ritmos de respiração de forma a acalmar.

Os novos smartwatches são compatíveis com os sistemas Android e iOS. O ecrã é SuperAMOLED com 1.2 ou 1.3 polegadas que inclui a película de proteção super-resistente e à prova de água Gorilla Glass DX+.

O Galaxy Watch vai ser lançado oficialmete a 14 de setembro em três cores: prateado, preto e rosa dourado. Só ainda não são conhecidos os preços.

Outros artigos de Máquinas

Últimos artigos da 4MEN

Queremos ser seu amigo no Facebook. Pode ser?