Máquinas

Tradição? Qual tradição? Vem aí uma Harley Davidson elétrica

A mítica Harley vai passar a ser silenciosa e ecológica.

Parece difícil imaginar uma Harley Davidson sem aquele som característico que fez delas uma das máquinas mais másculas da história. Pois, mas vai ter que se habituar, porque a fabricante norte-americana quer acabar com a tradição e lançar uma versão moderna e ecológica das suas motas. Isso mesmo, vem aí uma Harley Davidson elétrica.

A notícia foi avançada pelo diretor executivo da empresa, Matt Levatich, que espera colocar o modelo no mercado dentro de 18 meses, com o início de produção previsto para 2019.

Depois do lançamento em 2014 do projeto Livewire – um protótipo elétrico que chegava aos 96 quilómetros por hora em apenas quatro segundos –, a fabricante de motas, segundo a “Bloomberg, espera gastar entre 20 a 40 milhões de euros em tecnologia que possa tornar a Harley Davidson líder de mercado neste segmento.

“É um projeto ativo que estamos a preparar para trazer ao mercado nos próximos 18 meses. O mercado de motos elétricas ainda está na infância, mas acreditamos que as motos elétricas premium da Harley Davidson vão ajudar a impulsionar o segmento globalmente”, referiu Matt Levatich.

O novo modelo da marca, que poderá atingir os 100 quilómetros por hora em menos de cinco segundos, terá de competir com as motas elétricas já presentes no mercado, produzidas pelas americanas Zero Motorcycles e Alta Motors, pela BMW, pela italiana Energica, entre muitas outras.

Esta aposta da Harley Davidson faz parte de uma estratégia de atrair novos consumidores para a marca. No ano passado, as vendas a retalho mundiais caíram 9,6%, refere o Chicago Tribune”.

Outros artigos de Máquinas

Últimos artigos da 4MEN

Queremos ser seu amigo no Facebook. Pode ser?