Máquinas

YouTube avisa os viciados em vídeos para fazerem uma pausa – e largarem o telemóvel

A plataforma deixa-o definir um tempo limite para que não perca horas a fio a ver vídeos de gatos e de cães.

A Google anunciou durante a conferência para programadores I/O 2018 que teve lugar a 10 de maio que vai começar a ajudar os utilizadores a passarem menos tempo agarrados aos ecrãs. Como? A primeira medida vai ser implementada no YouTube e irá notificá-lo quando passar demasiado tempo a ver vídeos, sejam eles de gatinhos ou compilações dos melhores golos de Cristiano Ronaldo.

A aplicação móvel do Youtube dá a possibilidade de ativar notificações que o avisam quando passar demasiado tempo a ver vídeos. Cada pessoa poderá escolher os intervalos de tempo que a aplicação o irá avisar para fazer uma pausa: a cada 15, 30, 60, 90 ou 180 minutos.

O temporizador só funciona se estiver a ver vídeos no telemóvel. Se os pausar ou fechar, o contador pára. Caso feche a aplicação do Youtube, termine sessão, mude de conta, troque de dispositivo ou pause o vídeo por mais de 30 minutos, o temporizador é automaticamente reiniciado. Os vídeos em offline também não são contabilizados.

“As pessoas ficam ansiosas para se manterem atualizadas com toda a informação que têm disponível. Têm FOMO [o medo de perder as novidades, um termo que já ganhou uma sigla própria]. Temos falado com várias pessoas, que nos falaram da possibilidade de ter JOMO, [precisamente o sentimento oposto, ou seja, a alegria de perder informação]. Achamos que podemos ajudar os utilizadores com o seu bem-estar digital”, referiu Sundar Pichai, CEO da Google, durante o evento que aconteceu a 10 de maio.

Esta medida faz ainda mais sentido quando se nota que os utilizadores passam cerca de mil milhões de horas diárias na plataforma de vídeos mais popular do mundo, mais do que o Facebook e Netflix combinados.

A ferramenta já está a funcionar. Abra a aplicação do Youtube, carregue em “Definições” e em “Geral”. Depois, é só definir o tempo desejado.

Outros artigos de Máquinas

Últimos artigos da 4MEN

Queremos ser seu amigo no Facebook. Pode ser?